MUNDO

2021 pode ser o ano mais ‘rápido’ da história

Os acontecimentos de 2020 fizeram com que muitos desejassem que ele acabasse logo. Mas, você sabia que o recorde de dia mais curto foi batido 28 vezes durante o ano? Isso ocorreu porque a Terra está rodando mais depressa do que o normal, e, por este motivo, 2021 tem tudo para ser ainda mais rápido do que seu antecessor.

Em média, está previsto que os dias deste ano sejam 0,5 milissegundo mais curtos. Parece pouco, mas vale lembrar que, somados, eles representam muito a longo prazo e podem influenciar bastante a sua vida, e é por isso que há muita gente estudando esses dados.

De 1970 até hoje, já foram incluídos 27 segundos no total. A inserção é feita sempre ao fim de um semestre (em junho ou dezembro), e esse chamado “segundo intercalado”, ou “leap second”, garante que o Sol estará sempre no meio do céu ao meio-dia. Em 2016, por exemplo, foi necessário esperar um segundo a mais no Ano Novo.

De 1970 até hoje, já foram incluídos 27 segundos no total. A inserção é feita sempre ao fim de um semestre (em junho ou dezembro), e esse chamado “segundo intercalado”, ou “leap second”, garante que o Sol estará sempre no meio do céu ao meio-dia. Em 2016, por exemplo, foi necessário esperar um segundo a mais no Ano Novo.

Agora está acontecendo o contrário. Curiosamente, nosso planeta está girando mais rápido, e pela primeira vez na história, vamos precisar apertar o botão de “fast-forward” para alcançá-lo, removendo um dos 31.536,000 segundos de 2021.

E o que isso muda?

Para nós, meros mortais, o impacto direto é praticamente nulo. Mas é necessário lembrar que sistemas de navegação, como o GPS, e de comunicação via satélite, precisam que tudo esteja cronometricamente alinhado para funcionarem.

É possível que você nem lembre, mas em 2012 tivemos consequências decorrentes dessa “manipulação do tempo”. A inserção do segundo intercalado fez com que serviços tecnológicos como RedditFoursquare e Yelp apresentassem falhas. Como 2021 será mais rápido e a retirada de um segundo nunca ocorreu antes, não sabemos se ocorrerá algum tipo de problema como esse.

Caberá aos integrantes do Serviço Internacional de Sistemas de Referência e Rotação da Terra (Iers), localizado na França, monitorar o fluxo do tempo em 260 relógios atômicos e a rotação do planeta para garantir que tudo corra bem. Enquanto isso, vamos torcer para que, ao menos, 2021 seja melhor que o ano passado.

 

Comentários

Mais Notícias | Mundo

A WEB TV FEITA POR ALUNOS